Prefeito Marco Alba toma posse na presidência do Conselho Deliberativo Metropolitano – CDM

Desafio é promover e articular os debates sobre as macropolíticas públicas para os 34 municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre

Promover e articular os debates sobre as macropolíticas públicas, em todos os setores, para os municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre. Este será o principal desafio do novo presidente do Conselho Deliberativo Metropolitano (CDM), o prefeito de Gravataí e também presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal), Marco Alba, que assumiu nesta sexta-feira, 29, durante reunião almoço, no Canoas Parque Hotel, em Canoas.

Na transmissão de cargo, o ex-presidente e prefeito de Canoas, Jairo Jorge, destacou a importância de o novo dirigente ter uma relação próxima com o governador José Ivo Sartori, ressaltando que o CDM tem papel fundamental na definição de um plano estratégico para a Região Metropolitana. “Um governador que também já foi prefeito também deverá mais sensível ao pleito dos municípios”, afirmou.

“Em conjunto com a Metroplan, o CDM também tem compromisso com a viabilidade do PAC 2 Mobilidade Grandes Cidades e Pacto da Mobilidade”, disse o presidente. O programa PAC 2 Mobilidade Grandes Cidades consiste em intervenções voltadas à implantação de infraestrutura e qualificação dos serviços de transporte público em 9 municípios: Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Cachoeirinha, Gravataí, Alvorada e Viamão. O volume total de investimentos é de R$ 314 milhões, sendo R$ 299 milhões provenientes de operação de crédito e os R$ 15 milhões restantes oriundos de contrapartida do Estado.

Com as presenças do secretário estadual do Planejamento e Desenvolvimento Regional, Cristiano Tatsch, e do diretor superintendente da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), Pedro Bisch Neto, a solenidade foi marcada pelo discurso de integração. “O trabalho do CDM representou um grande progresso na relação dos municípios com a Metroplan, para a construção de uma visão estratégica de crescimento”, disse Bisch Neto. Já o secretário Tatsch ressaltou o perfil empreendedor e criativo do novo presidente.

Criado pela Lei 13.854, de dezembro de 2011, e regulamentado pelo Decreto 48.946, de março de 2012, o CDM tem em seu propósito a redução das desigualdades sociais e territoriais, por meio de ações integradas entre Estado e os 34 municípios da Região Metropolitana; construção e reconhecimento da identidade Metropolitana; transparência da gestão e controle social; e promoção do desenvolvimento sustentável da Região Metropolitana de Porto Alegre.

Créditos: Texto site Prefeitura de Gravataí

               Fotos site Prefeitura de Canoas 




ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Clique e saiba mais.