Granpal reafirma contrariedade à proposta de pedágio em reunião com prefeito de Porto Alegre

Em reunião na Prefeitura de Porto Alegre, o presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana (Granpal), Miki Breier, reafirmou a contrariedade em relação à cobrança de pedágio para veículos de fora da Capital. Acompanhado por prefeitos, Miki externou a necessidade de um profundo debate sobre o tema.

 

“A cobrança altera toda a relação entre os municípios da Região Metropolitana. Imaginem se muitas das cidades passem a utilizar o princípio de reciprocidade e comecem a cobrar igualmente uma tarifa para carros que venham de Porto Alegre”, apontou o presidente da Granpal e prefeito de Cachoeirinha.

 

No entanto, Miki Breier relatou há consenso dentro da Granpal sobre outros projetos apresentados pela Prefeitura de Porto Alegre, como a revisão de gratuidades, a unificação da tarifa e a isenção de ICMS do diesel para o transporte coletivo. “O trabalhador humilde, que vem da Região Metropolitana com o seu carro popular, não pode ser mais tarifado”, avaliou.

 

Por sua vez, o prefeito da Capital, Nelson Marchezan, apresentou os principais fatores que influenciam no custo da passagem e os projetos protocolados pelo Executivo municipal sobre o transporte urbano. Ao final da reunião, Miki Breier reforçou que o tema do transporte metropolitano é complexo, destacando que a Granpal aprofundará a discussão para propor alternativas em comum.

 

Também participaram os prefeitos de Canoas, Luiz Carlos Busato, e de Esteio, Leonardo Pascoal; e os vice-prefeitos de Charqueadas, Edilon Lopes, e de Sapucaia do Sul, Arlenio da Silva. Ainda estiveram presentes o superintendente da Metroplan, Rodrigo Schnitzer, e representantes de órgãos de controle e outras entidades.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Clique e saiba mais.