Granpal discute casa para mulheres em risco

A Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) discute a ideia de criar uma casa regional para acolher mulheres vítimas de violência em risco de vida. O plano foi apresentado nesta terça-feira (11) pela promotora Roberta Teixeira, que trabalha na concepção há um ano em parceria com o corpo técnico das prefeituras de Viamão, Gravataí e Alvorada.

Todos os prefeitos se mostraram favoráveis ao projeto, que deve ganhar desdobramentos práticos e jurídicos em 2019. A política de acolhimento deverá funcionar em local sigiloso, cuja estrutura reunirá psicólogos, assistentes e educadores sociais que auxiliarão no processo de ressocialização. “Essa ação é um ato de cuidado com as mulheres que precisam de força e amparo”, disse o presidente da entidade, André Pacheco.

Acompanhadas de seus filhos ou não, as vítimas terão no espaço um lugar para reorganizar suas vidas e resgatar a autoestima. “Coletivamente, a iniciativa reduz custos e atende um número maior de municípios”, esclareceu a promotora. Os prefeitos de Santo Antônio da Patrulha, Daiçon da Silva, e de Guaíba, José Sperotto, destacaram que toda iniciativa que valorize o ser humano merece apoio.

O conjunto de líderes prevê lutar por recursos do Estado e da União para custear as despesas da Casa de Acolhimento para Mulheres Vítimas de Violência. Contribuíram para o debate a prefeita de Nova Santa Rita, Margarete Ferretti, e os vice-prefeitos de Eldorado do Sul, Ricardo Santos, e de Esteio, Jaime da Rosa.

Participação na Metroplan

Pedro Bisch Neto, presidente da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), participou da assembleia e falou sobre a nova licitação para o transporte coletivo. Para amadurecer o plano, instituições ligadas a mobilidade fazem parte das discussões. A partir de agora, a Granpal integrará o núcleo para somar experiências. O diretor-geral Éderson Machado dos Santos e o procurador jurídico de Viamão, Jair Mesquita, representarão a entidade. “Esse tema é de vital importância, pois dialoga com a vida de muitas pessoas. São mais de 400 mil passagens emitidas por dia na região de Porto Alegre”, enfatizou o diretor.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Clique e saiba mais.