Programação do 24º Porto Alegre Em Cena homenageia as mulheres

De 12 a 24 de setembro, Porto Alegre receberá uma maratona cênica que aproximará o público gaúcho de grandes produções locais, do Brasil e do exterior, reunindo 35 espetáculos dentro da 24ª edição do Porto Alegre Em Cena e do projeto Música em Cena. Serão 37 grupos de artes cênicas circulando pela Capital, 381 artistas, técnicos e produtores envolvidos, em mais de 15 espaços culturais da cidade. 

A curadoria de 2017 fica a cargo de Fernando Zugno e enfoca as mulheres, ao programar montagens encabeçadas por grandes atrizes e diretoras da cena artística e também atrações e debates sobre o gênero. “Queremos transformar o olhar, emocionar e dar voz, através da arte, para discursos importantes. E esse ano estamos homenageando as mulheres. Todas elas. Para elas nos mostrarem a sua verdade através de espetáculos que vão do show performático ao teatro intimista”, explica o novo coordenador-geral do festival. 

A abertura será terça-feira (12), às 21h, com a apresentação inédita da Orquestra Villa-Lobos e da Companhia Jovem de Dança. Pela primeira vez juntas, duas referências da cultura de Porto Alegre estarão no palco do Teatro do Bourbon Country. Em seguida, atrações nacionais e internacionais começam a desembarcar na cidade, vindas da Europa e da América do Sul e de estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais.  

Espetáculos internacionais 

Neste ano, são quatro montagens internacionais. Entre elas está a nova produção de Angélica Liddell, que apresenta a encenação de Génesis 6, 6-7 para sua estreia na América Latina dentro do Porto Alegre em Cena. Da Colômbia, vem Maratón de New York, montagem para o texto do autor italiano Edoardo Erba concebida por El Hormiguero Teatro, grupo que se destaca pela criação de obras com diferentes linguagens cênicas e estéticas. Do Uruguai, a curadoria trará uma produção diferente das últimas que vieram do país latino-americano, investindo no espetáculo de dança contemporânea Big Bang, da Gen Danza. A segunda coreografia internacional vem da França, em Tremor and More, criação minimalista do holandês Herman Diephuis para o bailarino mineiro Jorge Ferreira. 

Espetáculos Nacionais  

Entre os espetáculos brasileiros, 11 montagens vindas do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Minas Gerais. A atriz Nathalia Timberg fará durante o festival a estreia nacional de Chopin ou Tormento do Ideal, interpretando o primeiro papel masculino de sua carreira ao lado da pianista Clara Sverner. Outros grandes nomes do teatro também se apresentarão por aqui, como Andréa Beltrão, no solo Antígona; Drica Moraes, na comédia Lifting; Georgette Fadel, em Afinação I; e Denise Weinberg, no espetáculo O Testamento de Maria, assinado por Ron Daniels.  

Também integram a programação nacional Leite Derramado, montagem criada a partir do romance homônimo de Chico Buarque; O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu, que apresenta Cristo corporificado pela atriz e travesti Renata Carvalho; Guerrilheiras ou Para a Terra não há desaparecidos, um retrato sobre as mulheres que lutaram e morreram durante a Guerrilha do Araguaia; O Líquido Tátil, parceria do grupo mineiro Espanca! com o dramaturgo argentino Daniel Veronese; o solo de dança-teatro Retratos, idealizado e interpretado por Carol Cony; e Looping: Bahia Overdub, espetáculo de dança baseado nas festas religiosas de Salvador.  

Produções locais 

Entre as produções locais há o sarau Discutindo a Relação, com o flautista Ayres Potthoff, o violonista Mathias Pinto e o escritor e professor Luís Augusto Fischer misturando música e um bom papo, além dos dez espetáculos concorrentes ao 12º Prêmio Braskem em Cena. Disputam os prêmios Ícaro, com direção de Liane Venturella; Movimentos sobre rodas paradas, da Cia. In.Co.Mo.De-Te; Não me toque, estou cheia de lágrimas – sensações, de Clarice Lispector, da Geda Cia. de Dança; Ramal 340, sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora, do Coletivo Errática; Prata-Paraíso, da Cia. Espaço em Branco; Atma, com direção de Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis; Fala do Silêncio, da Cia. Rústica; Iluminus, da New School Dreams; Parque de Diversões, com direção Diones Camargo e Marcos Contreras; e Acuados, da Ânima Cia. de Dança. 

O Centro Municipal de Cultura, av. Erico Verissimo, 307, além de abrigar a bilheteria oficial do Porto Alegre Em Cena, será o Ponto de Encontro Petrobras. Os espectadores serão recepcionados com iluminação especial, por food bikes e food trucks. O local também receberá atividades paralelas, formativas e gratuitas, como mesas-redondas com artistas, diretores de festivais, nomes da cena porto-alegrense, filósofos e psicanalistas, que vão trazer diferentes olhares sobre seis assuntos: curadoria, performance e a beleza perdida, a presença da mulher na cena, a mulher negra na dramaturgia contemporânea, o movimento trans nas artes e a tragédia grega no teatro brasileiro. 

A expectativa é superar o número de público do ano anterior. “Desejo que todos os porto-alegrenses, sem nenhuma exceção, se interessem por pelo menos um espetáculo da nossa programação. Tomara que, ao irem a um, despertem o interesse por outros! Esse é um festival com diferentes linguagens, com tragédias, dramas e comédias, com discussões, com contemporaneidade, com clássicos, com Brasil, América Latina e Europa. Feito com amor para agitar e engrandecer nossa Porto Alegre”, finaliza Zugno.  

Homenagem 

A madrinha do evento neste ano é a pesquisadora Esther Grossi, referência em educação no Brasil e que sempre teve uma participação muito ativa no festival, recebendo grupos e convidados em sua casa e contribuindo com o projeto das mais diversas maneiras.  

Serviço 

Os ingressos para todas as atrações do festival já estão à venda na bilheteria oficial, localizada no Centro Municipal de Cultura e também no site portoalegreemcena.superingresso.com.br. As entradas para o espetáculo de abertura, Villa Brasil, custam R$ 20 inteira e R$ 10 meia-entrada, já as atrações locais têm valores de R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada, enquanto os espetáculos nacionais e internacionais têm tickets a R$ 80 inteira e R$ 40 meia-entrada. 

 

 




ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Clique e saiba mais.