Assinado termo de cooperação para renaturalização do Rio Gravataí

A prefeitura de Gravataí participou, na última segunda-feira (19), da assinatura do termo de cooperação para a renaturalização do Rio Gravataí. O acordo foi firmado entre Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do RS, Fundação Estadual de Proteção Ambiental e Ministério Público Estadual. Representaram a administração municipal o secretário de Habitação, Saneamento e Projetos Especiais, Luis Zafallon e o presidente da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMMA), Jackson Muller. 

Pelo termo assinado, no conjunto de banhados formadores do rio (Área de Proteção Ambiental do Banhado Grande), serão realizadas ações para preservação e recuperação dos ecossistemas. Já a reestruturação do equilíbrio original se dará com a construção de barramentos para reestabelecer a vazão original, descaracterizada pela construção do canal pelo Departamento Nacional de Obras de Saneamento (DNOS), na década de 1960, com a intenção de aumentar a área agriculturável. 

À Prefeitura de Gravataí caberá o compromisso também de proteção, preservação e equilíbrio do meio ambiente, preservando florestas e combatendo a contaminação. “Sempre estivemos atentos no combate à poluição de nosso rio. E, agora, com este trabalho e apoio do Estado e do MP, com o início dos estudos de geotecnia previsto para dia 25, iniciamos um novo traçado para o rio” afirmou Zaffalon.

Os órgãos estaduais realizarão os estudos e os procedimentos administrativos legais para a criação de Unidade de Conservação de Proteção Integral, cujo objetivo será o de preservação e restauração do conjunto dos banhados que formam o rio. As prefeituras de Gravataí e Glorinha – em conjunto com o Comitê de Gerenciamento de Bacia Hidrográfica e o Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental do Banhado Grande – executarão as ações a serem definidas, como a construção de barramentos para deixar o rio e seus banhados na condição anterior ao canal construído.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Clique e saiba mais.